Marley e Eu – o filme

Às vezes eu fico pensando, será que um dia vamos ter pessoas totalmente verdadeiras e que tenham sentimentos incondicionais ao nosso lado? Porque hoje isso é tão, tão difícil. Não vou dizer impossível, porque isso não seria justo, mas vem cá, quem você conhece que te ama INCONDICIONALMENTE? Ok, minha mãe e meu pai me amam, meu namorado também, e posso dizer que minhas amigas e amigos também. Mas eu pergunto, é um amor verdadeiro, puro?

Não estou querendo ofender ninguém, entenda que não é essa a minha intenção, mas há uma distinção entre amor e amor completo e puro.

Por exemplo:

Sua mãe te ama, porque claro ela é tua mãe. Mas se você perceber, toda mãe impõe condições aos filhos, como se seu carinho fosse um prêmio. Não estou querendo ser fria ou desmerecer a educação ou o carinho de nossas mães, mas o que vou dizer é verdade. Quero dizer, todo mundo “impõe condições” para amar. É sério. Tua mãe te dá mais carinho quando você é obediente à ela, certo? Seu pai te empresta dinheiro quando você se sai bem nos estudos. Seus amigos gostam de você, porque vocês se respeitam, não se ofendem. ISSO TUDO É UMA CONDIÇÃO. Se de repente você disser à qualquer pessoa algo que ela não queira ouvir, ou de uma maneira estúpida, elas irão se afastar de você!!! Ou seja, é um amor que exige condições. Condições de que você respeite, de que você ame também. Da mesma forma como há pessoas que se aproximam de você porque você é bonito (a), inteligente, rico (a)… essa é a verdade. Faz parte do ser humano impôr condições para amar!

Nisso tudo, pensando assim dá um desespero. Mas há alguém que vai te amar sempre, INCONDICIONALMENTE, e vou deixar claro que não estou me referindo a nenhum Deus de nenhuma religião, mas sim de um animal. De um animal doméstico… cachorro!

Os cachorros são os animais mais dóceis, mais leais e mais carinhosos. Se você briga com ele, se você xinga ele, mesmo que você não o ame, ele SEMPRE TE AMARÁ! Porque tudo o que ele quer, no final, é que você perceba que ele sempre estará ao seu lado. INCONDICIONALMENTE.

E eu fico pensando… quantos deles estão nas ruas, em abrigos ou canils públicos? E tudo por quê? Porque queria atenção e estragaram alguma coisa, ou porque fizeram xixi no tapete da sala, ou porque faz muita sujeira… mas ninguém olhou nos olhos deles quando ele lambeu seu rosto, ou quando ficou de barriga pra cima, abanando o rabo,  enquanto você fazia carinho, ou o respeito e a gratidão que ele tem por você!

Você briga com ele agora. Ele te respeita e sai. Mas se você chamar por ele, gente, o bichinho vai correndo, com a maior felicidade ao teu encontro. Ele te perdoa sem nem saber disso.

Eu posso dizer, com toda a clareza e sinceridade que o cachorro te ama incondicionalmente. Você pode até não gostar deles, achá-los pulguentos ou chatos, mas você deve concordar comigo que você gosta de se sentir especial, de se sentir amado, acolhido calorosamente em casa depois de um dia cheio. TODOS OS DIAS.

Ao menos, foi isso o que eu entendi do filme Marley e eu, que assisti ontem com meu namorado. Não é à toa que todo mundo chorou durante o filme. Meu namorado então… ficou com os olhos vermelhos horrores. Porque essa é a verdade, e está na nossa frente o tempo todo. mas mesmo assim há quem ignore… e se esquece.

Anúncios

11 comentários sobre “Marley e Eu – o filme

  1. Muito real isso tudo!
    Sou meio suspeita pra falar porque amo cachorros, até os mais feiosos e pulguentos..heheh
    O filme e o livro são mto bons, não tem como não chorar!

    Beijos

  2. Aiin eu também chorei um balde com o filme…
    Mas sabe, no fim as pessoas se perdoam também! Quando de fato não há o perdão, aí sim eu acredito nas tais condições.
    Faz parte, né?!

    Beijão, Anne.

  3. Interessante seu post…pois é, os cães são assim mesmo, mas na minha opinião o único que possui esse amor é Deus mesmo.

    E eu vi esse filme! 🙂
    Achei uma graça e (quase) chorei, meus olhos encheram d’água, mas não cheguei a chorar.

    Sobre o seu comentário: ainnn, gatonn na faculdade é tudo! rssrrsrs, tá certo que eu brigo muito com o meu de vez em quando, não bem brigas, mas alguns desentendimentos por conta de trabalhos em grupo…fazer o que, faz parte rsrsrsrs.

    Beijo :*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s