O futuro da Rádio

Recentemente o meu professor de mídia, Ney, realizou um debate entre equipes na sala, a respeito do futuro da rádio. Para isso, fiz um texto para cada pergunta, vou colocar duas delas aqui, com os respectivos textos, ok?

  1. O rádio tem futuro na era da Internet e do Ipod?

Conforme o IBGE, atualmente 41 milhões de brasileiros têm acesso à internet. Tais dados são relativos ao primeiro trimestre de 2008, e revelam que pessoas com idade acima de 16 anos, acessam à internet em qualquer ambiente. O Brasil tem atualmente 183,9 milhões de habitantes, segundo o relatório final da Contagem da População do IBGE, feita em 5.435 municípios com até 170 mil habitantes. Ou seja, a grande maioria da população nacional não têm acesso à internet, bem como não possui renda o bastante para aquisição de produtos como Ipod, o que nos leva a crer que a Rádio, conseguindo inovar sua programação, tem grandes chances de se manter no mercado, de forma que não se extingue, mas sim, se adapte às tendências mercadológicas.

Já para alguns executivos, há três ameaças tecnológicas para o rádio: o Ipod e outros players de música, que dão ao ouvinte a autonomia de ouvir o que querem, quando querem. Serviços de rádio via satélite, como XM Satélite Rádio Holdings e a Sirius Satellite Radio, que oferecem mais canais e intervalos livres de comerciais, por uma taxa mensal, de assinatura. E por último, a comercialização excessiva, em que acusam-se a respeito da grande quantidade de propaganda e pouco conteúdo.

  1. Qual a sua posição em relação às tendências do meio rádio?

Tendo em vista que a tecnologia ameaça a “sobrevivência” do rádio, acredito que se tal meio se adaptar ao mercado, inovando sua programação e se concentrando em seu público alvo, de tal forma a buscar entender e atender às necessidades desse público, há grandes probabilidades do rádio se fortalecer em meio às outras mídias, proporcionando lazer e informação de maneira simultânea. Além do mais, o rádio é um meio hábil, relativamente barato e de fácil acesso, atingindo populações que ainda não têm acesso nem mesmo á televisão, pois possui tecnologia mais barata e versátil que as demais mídias.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s